FAQ

Encontrou um problema? Veja como solucionar abaixo:

Volte ao Site

Categoria NF-e

Rejeição: Evento não atende o Schema XML específico.

Este erro ocorre quando o cliente inseriu caracteres especiais na correção da CC-e. Para resolver, orientar o cliente a retirar os caracteres especias do texto e gerar novamente. Pois a descrição informada não atendeu as regras de validação da SEFAZ.

Rejeição: Duplicidade de NF-e, com diferença na Chave de Acesso [chNFe:35140359374181000169550010000055541766209419][nRec:351002122141592]

Este erro ocorre pois a nota que o cliente está tentando autorizar já foi autorizada na SEFAZ por outro emissor. Para resolver, orientar o cliente a pegar a chave de acesso retornada pela SEFAZ no sistema da VARITUS (Ícone da Exclamação), realizar o download desta nota no Portal Nacional. Apos esse processo, importar o XML que foi baixado no Portal Nacional no sistema da VARITUS.

Rejeição: NFe fora do prazo de cancelamento previsto na legislação.

Atualmente em sua Legislação a SEFAZ disponibiliza o prazo de 24 horas para cancelamento da NF-e, podendo sofrer alterações conforme o estado(UF) de emissão.Ex: Se a Data de Emissão da Nota Fiscal Eletrônica foi dia 21/10/2013 e a Data do Evento de Cancelamento foi dia 31/10/2013, temos um total de 10 dias após a emissão da nota, estando fora do prazo legal de cancelamento. Orientar o cliente a emitir uma NFe de entrada para a sua própria empresa, pois a nota já passou do prazo de cancelamento previsto na legislação.

Rejeição: IE do destinatário inválida.

Editar a nota, corrigir a Inscrição Estadual do destinatário na aba Destinatário/Remetente, atualizar a NFe e tentar realizar o processo de autorização novamente.

Rejeição: Emissor não habilitado para emissão da NF-e.

Orientar o cliente que a empresa ainda não foi habilitada para emissão de NFe e que esse procedimento é o escritório de contabilidade da empresa que executa o processo junto à SEFAZ através de um login e senha do posto fiscal eletrônico (Para comprovação ao cliente, acesse o link : https://www.fazenda.sp.gov.br/nfe/empresas/consulta/empresas.asp?nome=10227276000160&Submit=Enviar e insira o CNPJ da empresa para verificação. Caso retorne a data do credenciamento da empresa, está tudo certo. Caso não, deve-se abrir um chamado na SEFAZ https://www.fazenda.sp.gov.br/email/default_nfe.asp para saber a situação atual do CNPJ.

Rejeição: Data de Emissão muito atrasada

Orientar o cliente que a data de emissão da nota está muito atrasada, o prazo limite da SEFAZ é autorizar uma nota até 30 dias anterior a data presente. Para uma nota que teve a data de saída no dia 08/11/2012 e, a data de emissão no dia 29/10/2012, a rejeição será retornada, visto que, a data de emissão tem dez dias a mais que a data atual, ou seja, a data de emissão está muito atrasada. Também é necessário alterar a Data de Emissão para a data atual para conclusão do processo.

Rejeição: A data do evento não pode ser menor que a data de autorização para NF-e não emitida em contingência.

Este erro ocorre quando o cliente emitiu uma NFe, autorizou e tentou logo em seguida gerar uma Carta de Correção ou Cancelamento em menos de 2 minutos da autorização da NFe. Orientar o cliente a aguardar pelo menos 20 minutos para realizar ambos processos novamente.

Rejeição: Valor dos produtos difere do Valor total da Nota.

Edite a nota, Edite os produtos, aperte TAB nos campos de Qtd. Comercial, Qtd. Trib, Valor Unit. Comercial, Valor Unit. Trib, atualize os produtos, clique na aba Totais, clique em Calcular, Atualize a nota e em seguida tente realizar o processo de autorização novamente.

Rejeição: Serviço Paralisado Momentaneamente (curto prazo).

Isto ocorre quando a SEFAZ está indisponível, verificar a SEFAZ desejada no painel : http://www.nfe.fazenda.gov.br/portal/disponibilidade.aspx?versao=2.00&tipoConteudo=Skeuqr8PQBY= .O emitente pode aguardar até que a situação se normalize ou ativar o modo SCAN e emitir a NFe em contingência. Para realizar esse processo, é necessário ir em configurações, aba Contingência, ativar o modo SCAN, inserir a data/hora e motivo da entrada em Contingência. Após esse processo, na emissão da nota, alterar a forma de emissão para Contingência SCAN, á serie para 900 e o número deve se iniciar em 1. Caso a empresa já tenha emitida outras NFes em contingência. deve-se utilizar a numeração seguinte.

Rejeição: O numero de sequencia do evento informado é maior do que o permitido.

Esse erro ocorre quando o cliente tenta realizar duas vezes a mesma operação de manifesto, são elas : Ciência da Operação, Confirmação da Operação, Desconhecimento da Operação e Operação não realizada. Orientar o cliente que para cada nota, é permitido gerar somente 1 evento de cada operação.

Rejeição: A UF de consumo do combustível do Produto 1, é obrigatória.

Isso ocorre quando o cliente não informou o estado do combustível na nota. É preciso verificar com o cliente se ele gera a nota pelo nosso sistema ou se é por um sistema que gera o TXT e ele utiliza o Robô Coletor para importar a nota ao sistema. Opção 1: Se a emissão for pelo nosso sistema, gerencie a nota, edite, clique na aba Produtos e Serviços, edite os produtos, depois clique na aba Combustível, insira o estado no campo UF de consumo, depois atualize a nota. Informe o cliente que ele precisa preencher esse campo, ele é obrigatório. Opção 2: Se o cliente utiliza um sistema que gera o TXT e faz o importação pelo Robô Coletor, solicite a ele o TXT para análise. Na verificação do TXT, se no arquivo não conter a UF na tag L011, o problema está no arquivo pois não foi informada a UF, caso contrário realizar teste na VM, se a UF não apresentar abrir Incidente.

O que fazer quando no ato da manifestação de uma NF-e (Ciência da Operação, Confirmação da Operação, Desconhecimento da Operação ou Operação não realizada) for apresentada a seguinte rejeição : Erro : 2254 - Falha na validação de esquema Xml | Código: 999

O que fazer quando no ato da manifestação de uma NF-e (Ciência da Operação, Confirmação da Operação, Desconhecimento da Operação ou Operação não realizada) for apresentada a seguinte rejeição : Erro : 2254 - Falha na validação de esquema Xml | Código: 999

Rejeição: Assinatura Data Validade

Esse erro ocorre quando o cliente faz a emissão da nota e realiza a assinatura com o certificado digital que se encontra expirado. A solução para esse suporte é o cliente renovar o seu certificado digital, caso ele foi renovado terá que configurar o mesmo no sistema, editar a nota fiscal com a rejeição, atualizá-la e clicar na seta verde para Autorização da nota novamente.

Rejeição: CNPJ do emitente inválido

Verifique o CNPJ que está cadastrado no sistema da VARITUS, consulte por esse CNPJ no site do SINTEGRA http://www.sintegra.gov.br/ . Caso o CNPJ for igual ao do cadastro do SINTEGRA, entrar em contato da SEFAZ do estado local e abrir um chamado sobre o ocorrido. Provavelmente deve haver algum bloqueio nesse CNPJ da SEFAZ por alguma pendência.

COMO EMITIR NFE DEVOLUCAO DE EMPRESA SIMPLES NACIONAL PARA EMPRESA NORMAL COM OS DADOS DO ICMS NOS CAMPOS DA DANFE

COMO EMITIR NFE DEVOLUCAO DE EMPRESA SIMPLES NACIONAL PARA EMPRESA NORMAL COM OS DADOS DO ICMS NOS CAMPOS DA DANFE ? SOLUÇÃO: CLIENTE UTILIZOU NOTA 13.080 DE 26.09.2014 COMO MODELO UTILIZAR O CSON - 900 E INFORMAR TUDO DO ICMS PIS E COFINS VERIFICAR COM O CONTADOR, PODE SER O CST 99 COM AS INFORMACOES DA NOTA DE ORIGEM,

Como emitir uma nota complementar?

VIDEO DE MODELO DE COMO EMITIR UMA NOTA DE COMPLEMENTO https://www.youtube.com/watch?v=jOPjeEOqIro

Rejeição: CFOP de devolução para NF-e que não tem finalidade de devolução de mercadoria

Houve uma mudança na emissão de nota de devolução, para essa natureza de operação é preciso informar a Finalidade de emissão como Devolução de Mercadoria e informar a chave de acesso da nota recebida do fornecedor. Solução: Gerencie a nota e edite, na aba Dados NF-e altere a Finalidade de emissão para Devolução de Mercadoria, depois acesse a aba Notas Fiscais Referenciadas, clique em Incluir e insira a chave de acesso da nota recebida do fornecedor e atualize a nota.

Como preencher uma NFe com CST 30 ou 40 e muitos outros casos.

http://nf-eletronica.com/blog/?dl_id=43

Quem está obrigado a guardar NFe ou os XMLs de documentos Eletrônicos.

PORTARIA CAT 162/08 CAPITULO VI DA ESCRITURAÇÃO, GUARDA E ARMAZENAMENTO Artigo 33 - O emitente e o destinatário da NF-e deverão: I - conservar a NF-e em arquivo digital, sob sua guarda e responsabilidade, pelo prazo previsto no artigo 202 do Regulamento do ICMS, mesmo que fora da empresa, para apresentação ao fisco quando solicitado; (Redação dada ao inciso pela Portaria CAT-123/10, de 06-08-2010, DOE 07-08-2010; Efeitos a partir de 01-08-2010) I - conservar a NF-e em arquivo digital pelo prazo previsto no artigo 202 do Regulamento do ICMS, para apresentação ao fisco, quando solicitado; II - utilizar o código “55” na escrituração da NF-e, para identificar o modelo. Art. 33-A - Relativamente à mercadoria que retornar por não ter sido entregue ao destinatário, o emitente da NF-e deverá guardar, pelo prazo previsto no artigo 202 do Regulamento do ICMS, o DANFE que serviu para acompanhar a mercadoria cujo verso deverá conter indicação do motivo da não entrega. (Artigo acrescentado pela Portaria CAT-04/10, de 14-01-2010; DOE 15-01-2010)

Nota Fiscal Eletrônica de Serviço de Comunicação NFSC

Com o intuito de esclarecer as dúvidas que permeiam o uso do modelo correto da nota fiscal de serviço de comunicação na qual se enquadram emissoras de rádio e TV, a Pulsar Multimedia esteve em contato com o Sefaz de diversos Estados protocolando e obtendo de forma direta as informações necessárias para emissão correta do documento. De acordo com o Conselho Nacional de Política Fazendária - CONFAZ, na sua 112ª reunião ordinária, realizada em Joinville, SC, no dia 12 de dezembro de 2003, tendo em vista o disposto no art. 199 do Código Tributário Nacional (Lei nº 5.172, de 25 de outubro de 1966), segue: Dúvidas freqüêntes: 1ª) A rádio pode emitir nota de serviço fornecida diretamente no site da prefeitura de sua cidade como prestação de serviços de comunicação? Não, pois é uma nota de serviço e não de serviço de comunicação (NFSC). 2ª) A rádio pode emitir nota fiscal eletrônica Nfe? Não para a prestação de serviços de comunicação, isto é, para anúncios. A nota fiscal eletrônica Nfe só poderá ser utilizada para venda de ativos ou envio de equipamentos para conserto, transporte, etc.. Daí a confusão que tem sido feita em muitos casos. Portanto, a nota fiscal eletrônica modelo 55 (Nfe) é substituta da 1 e 1A e não pode ser utilizada para prestação de serviços de comunicação. 3ª) Qual o modelo correto de nota? O modelo correto de nota fiscal para emissoras de rádio e TV é o 21 de via única. Assim, as emissoras devem por obrigatoriedade utilizar o modelo 21 de via única, seguindo as orientações do Conselho Nacional de Política Fazendária - CONFAZ, na 112ª reunião ordinária de 2003 . 4ª) Se a Nfe não é para Serviço de Comunicação, por que existe um CFOP na lista da Nfe? As rádios devem usar a Nfe apenas para envio de equipamento para consertos, transporte ou venda de ativos. NÃO podem usar para serviço de comunicação. 5ª) É necessário formulário contínuo para a emissão do modelo 21 de via única? Não. A impressão é feita através de impressora jato de tinta ou a laser sobre sulfite. A impressão sobre formulário encarece o processo e não dispensa o envio do arquivo remessa (TED) para registro dos documentos no site da Sefaz. 6ª) Estou dispensado da emissão do modelo 21 de via única se eu tiver o modelo 21 em formulário ou talão? Não. O Conselho Nacional de Política Fazendária - CONFAZ, na 112ª reunião ordinária de 2003, define de forma clara e sem meios opcionais de emissão de nota. 7ª) O que eu preciso para emitir a nota fiscal modelo 21 de via única NFSC? Adquirir um e-CNPJ (certificado digital). Pode-se utilizar o padrão A1 por ter custo reduzido. 8ª) Após iniciar a emissão da NFSC, posso continuar usando o meu formulário contínuo ou o antigo talão? Não. Apenas o modelo permitido NFSC. 9ª) Posso ter um único certificado para todas as minhas emissoras? O certificado é o validador do emissor da nota, portanto é necessário adquirir um por emissora ou um por CNPJ que irá emitir nota. 10ª) No meu estado também é a Nfsc? Todos os Estados brasileiros devem seguir a resolução do Conselho Nacional de Política Fazendária - CONFAZ, na 112ª reunião ordinária de 2003, emitindo nota fiscal de serviço de comunicação modelo 21 de via única Nfsc. 11ª) Posso mandar a nota em PDF via e-mail? Nada se refere a isso na 112ª reunião da CONFAZ . Apenas que a emissora deve emitir a primeira via da nota (Via do Cliente). Resposta da Secretaria da Fazenda referente a consulta da Pulsar: "A NF-e modelo 55 não pode ser utilizada para acobertar as prestações de serviço de comunicação. Na redação do artigo 212-O do RICMS: ´§ 3º - Relativamente à Nota Fiscal Eletrônica - NFe, de que trata o inciso I: (Redação dada ao parágrafo pelo Decreto 52.668, de 24-01-2008; DOE 25-01-2008) 1 - será emitida exclusivamente em substituição à Nota Fiscal, modelo 1 ou 1-A, referida no inciso I do artigo 124, por contribuinte previamente credenciado pela Secretaria da Fazenda; A legislação é clara no sentido de que a NF-e substitui apenas as Notas Fiscais modelo 1 ou 1-A. Isso significa que não estão incluídas as prestações de serviço acobertadas por outros modelos de documento, como o modelo 21 (NFSC-Nota Fiscal de Serviço de Comunicação), modelo 22 (NFST-Nota Fiscal de Serviço de Telecomunicações) ou modelo 6 (Nota Fiscal/Conta de Energia Elétrica). Não inclui, também, a substituição de documentos fiscais relativos a prestações de serviços de competência municipal (nota de serviços). As empresas atingidas pela obrigatoriedade de uso da NF-e, portanto, estão sujeitas a esse novo documento fiscal apenas nas operações antes acobertadas por Nota Fiscal modelo 1 ou 1-A (transferência de ativo, remessa de equipamento para conserto, etc.). A emissão da NFSC modelo 21 e NFST modelo 22 continuam obedecendo à disciplina prevista no Anexo XVII do RICMS, em especial quanto à emissão em via única e ao procedimento previsto na Portaria CAT-79/03."

Rejeicao: IE do destinatario nao informada

Editar a NFe , Acessar a Aba Destinatario/Remetente , no campo Inscrição Estadual, informar a IE do destinatario.

Rejeicao: Data de Saida menor que a Data de Emissao

Editar a NFe , na Aba Dados da NFe, corrigir o campo Data e hora de saída ou entrada pois a data ou a hora esta incorreta

Rejeicao: Falha no schema XML

Editar a NFe , Verificar o preenchimento da NFe pois a mesmo foi digitada com caractere especial (ç , º , ´)

Rejeição: CFOP de devolução para NF-e que não tem finalidade de devolução

Editar a NFe , no campo Finalidade de emissão alterar de Emissão Normal , para Devolução de mercadora.

Rejeicao: Operacao interna para consumidor final e UF destinatario difere de UF emiente

Editar a NFe , no campo UF e Munícipio de ocorrência inserir o mesmo da cidade do emitente da NFe.

Situação da NFe: Inválida. cvc-pattern-valid: O valor 'xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx' não tem um aspecto válido em relação ao padrão '[0-9]{44}' do tipo 'TChNFe' .

Editar a NFe , Na aba dados da NFe , logo abaixo clicar na aba Notas fiscais referenciadas, corrigir a chave de acesso da NFe que foi digitada pois a mesmo esta invalida.

Rejeição: CFOP de devolução para NF-e que não tem finalidade de devolução

Editar a NFe, na Aba Dados da NFe , no campo finalidade de emissão Inserir Devolução de mercadoria

Rejeição: Duplicidade de NF-e [nRec:351002659759668]

Clicar no Icone Visualizar Detalhes , pegar a chave de acesso , acessar o site da SEFAZ , realizar o Download da NFe e importar o arquivo XML no sistema.

Rejeição: NF-e com indicação de destinatário isento de IE, com a informação da IE do destinatário

Significa que no cadastro do cliente foi informado a Inscrição estadual e na Indicação da IE está como Contribuinte Isento. Solução: Acesse o cadastro de cliente e pesquise por ele, clique no ícone do lápis para editar e altere a Indicação da IE para Contribuinte ICMS e atualize o cadastro. Depois, gerencie a nota e edite, insira o cliente novamente na nota e atualize a nota.

Rejeicao: NF-e sem tag IE do destinatario

Editar a NFe , Acessar a Aba Destinatario/Remetente , no campo Inscrição Estadual Informar a IE do destinatario

Rejeição: IE do emitente inválida

Editar a NFe , Acessar a Aba Destinatario/Remetente , no campo Inscrição Estadual corrigir a IE do destinatario pois a mesmo foi informada errada

Rejeição: Operação interestadual deve informar CNPJ ou CPF.

Editar a NFe , Na aba dados da NFe informar como operações para o exterior caso a NFe sejá para empresas para o exterior caso contrario acessar a Aba Destinatario/Remetente e informar o numero do documento do destinatario (CPF ou CNPJ).

Rejeição: NF-e sem grupo do PIS

Editar a NFe , Acessar a Aba produtos e serviços , editar o(s) produto(s) , clicar em tributos, e na Aba do PIS informar as informações do PIS

Rejeição: NF-e sem grupo do COFINS

Editar a NFe , Acessar a Aba produtos e serviços , editar o(s) produto(s) , clicar em tributos, e na Aba do COFINS informar as informações do COFINS

Rejeição: Total da BC ICMS-ST difere do somatório dos itens

Editar a NFe , Acessar a Aba Totais , clicar em calcular.

Rejeição: Informar o local de saída do Pais no caso da exportação

Editar a NFe , Acessar a Aba Exportação e Compras , preencher os dados de Exportação.

Rejeição: Pedido de Cancelamento intempestivo

Você precisará pedir para o destinatátio emitir uma NFe de devolução ou você terá que fazer uma NFe de entrada.

Rejeição: Operação interna e uf de destino diferente da uf do emitente

É quando está sendo feita a emissão de uma nota para fora do estado e o campo Operação Local de Destino está como Operação Interna. Solução: Gerencie a nota e edite, na primeira aba Dados NF-e no campo Operação Local de Destino alterar para Operação Interestadual.

Rejeição: IE do destinatário não vinculada ao CNPJ

É quando a Inscrição Estadual do cliente informada na nota não corresponde ao CNPJ. Solução: Entre no cadastro de cliente e pesquise por ele, edite o cadastro e altere a Inscrição Estadual correta. Depois, gerencie a nota e edite, e insira o cliente novamente e atualize a nota.

Rejeição: IE do emitente não informada

É quando foi insido um cliente e a inscrição estadual está sem preenchimento. Solução: Acesse o menu cadastros, depois cliente, pesquise pelo cliente e edite, insira a Inscrição estadual do cliente caso ele tenha, se não tive Inscrição Estadual marque a opção Isento do ICMS, atualize o cadastro. Gerencie a nota e edite, depois entre na aba Destinatário/Remetente e insira o cliente novamente e atualize a nota.

Rejeição: Dígito Verificador da Chave de Acesso da NF-e Referenciada inválido

Significa que a chave de acesso que foi digitada na aba Notas Fiscais Referenciadas estão com os últimos digitos incorretos. Solução: Gerencie a nota e edite, na aba Dados NF-e possui uma sub aba Notas Fiscais Referenciadas, edite a chave de acesso e confira os digitos corretos e altere, depois atualize a nota.

Rejeição: Total do Produto/Somatorio difere do somatorio dos itens

Significa que o valor do unitário do produto foi alterado depois de calculado o valor total dele. Solução: Gerencie a nota e edite, entre na aba Totais e clique em Calcular e atualize a nota.

Rejeição: CNPJ Emitente não cadastrado

Significa que sua empresa não está credenciada para emissão de nota fiscal eletrônica. Solução: Entre em contato com seu contador e solicite para ser feito o credenciamento de sua empresa no posto fiscal para emissão de nota fiscal eletrônica. Para empresas do estado de SP é possível fazer a consulta do cadastro no portal da SEFAZ de SP no link abaixo: https://www.fazenda.sp.gov.br/nfe/empresas/consulta/empresas.asp

Rejeição: Código da UF do Emitente diverge da UF autorizadora

É quando o Webservice na configuração no sistema está diferente de seu estado. Solução: Acesse o menu Sistema, depois Configurações, entre na aba Webservice e altere o estado para o estado correto. Depois gerencie a nota, clique no lápis para editar e atualize a nota.

Erro ao comunicar-se com o WebService: Erro ao criar a mensagem SOAP a ser enviada ao WebService(O conteúdo dos elementos deve consistir em dados ou marcação do caractere correto.

Ocorre quando o caracter especial < ou > foi informado em algum campo da nota. Solução: Gerencie a nota e edite, procure em qual campo contenha esses caracteres e remova, atualize a nota e tente autorizar novamente.

Erro ao comunicar-se com o WebService: Server returned HTTP response code: 403

Significa que a SEFAZ do estado de origem está fora ou o certificado digital está sem hierarquia. Solução: Para atribuir hierarquia ao certificado faça o download no link abaixo: AC Raiz V2 http://www.certisign.com.br/documents/10163/ad8cf25d-5388-49f9-8fa6-82f10a05e4f7 AC RFB V3 http://www.certisign.com.br/documents/10163/cca83487-a910-4e16-a059-43cfb155aeb5 AC Certisign RFB G4 http://www.certisign.com.br/documents/10163/c352b222-634e-42ec-861b-5beeaf129b14 Para consultar disponibilidade da SEFAZ: http://www.nfe.fazenda.gov.br/portal/disponibilidade.aspx?versao=0.00&tipoConteudo=Skeuqr8PQBY=

O código de enquadramento legal do IPI do Produto 1 é obrigatório

É quando na tabela de tributação foi informado uma situação tributária para o IPI, porém não foi informado o código de enquadramento no produto. Solução: Entre no menu Cadastros de Produto, edite o produto e informe o código de enquadramento 999 no produto, atualize o cadastro, remova esse produto na nota e insira novamente, entre na aba Totais e clique em Calcular e atualize a nota. Caso foi informado uma situação tributária do IPI na tabela de tributação e não possui nada de valor de IPI na nota, apenas remova o IPI da tabela de tributação. Menu Cadastros-> Tabela de tributação, pesquise a tabela pelo estado do destinatário e CFOP utilizado na nota, edite a tabela de tributação e deixe a parte do tributo de IPI em branco.

Rejeição: CFOP de operação interna e idDest <> 1

É quando um cliente de integração informou o CFOP no arquivo TXT incorreto. A Operação Local de Destino está como "Operação Interestadual", porém o CFOP inicia com 5. Oriente o cliente editar a nota e o produto, altere o CFOP para iniciar com 6 e atualize a nota.

Rejeição: Operação interna com idEstrangeiro informado deve ser para consumidor final

É quando o cliente está emitindo uma nota para o exterior e o campo Operação Local de Destino não foi preenchido como Operação Exterior. Orientar o cliente editar a nota e alterar o campo Operação Local de Destino para Operação exterior.

Rejeição: CFOP de Importação e não informado dados de II

Essa rejeição é apresentada quando não é preenchida a parte de Imposto de Importação ao fazer uma nota de Importação utilizando os CFOPs 3101 ou 3102. Para inserir esses impostos, edite a nota, entre na aba Produtos e Serviços, edite o produto, entre na aba Tributos, depois selecione a abaixo a aba Imposto de Importação e preencha os valores, atualize o produto e a nota.

Rejeição: CFOP de operação interna e idDest <> 1

O CFOP que foi inserido esta incorreto, O CFOP é de operação interna porém o destinatario é fora do estado Edite a NFe -> Informe o CFOP correto -> atualize a NFe -> Tente autorizar novamente.

Erro ao comunicar-se com o WebService: Server returned HTTP response code: 500 for URL: https://nfe.sefaz.am.gov.br/services2/services/cadconsultacadastro2

Apenas clicar em prosseguir ,pois a SEFAZ simplesmente informa a mensagem que consta na base com a regularidade do cliente. Assim contando a nota não ficaria com nenhuma pendencia,e sim validada.

Rejeição: Pedido de Cancelamento para NF-e com CT-e ou MDF-e | Código: 690

A mesma ocorre quando a nota fiscal já foi relacionada ao CT-e emitido pela transportadora para acompanhar o transporte da mercadoria. Esta rejeição está sendo realizada pela SEFAZ, portanto deverá entrar em contato com a mesma para verificar o que fazer neste caso. A outra solução para estorno desta movimentação seria a realização da devolução desta nota fiscal.

Rejeição: UF do Transportador não informada

É quando foi informado a transportadora na nota porém não foi preenchido o Estado e Município dela. Edite a nota, entre na aba Transporte, e informe o estado e município e atualize a nota

Rejeição: NF-e de devolução não possui documento fiscal referenciado

Editar a nota, entrar na aba Dados NFe, abaixo possui as sub abas Nota Fiscal Referenciada, clique na opção NFe e insira a chave de acesso da nota que recebeu e está devolvendo.

Rejeição: A SEFAZ do destinatário não permite Contribuinte Isento de Inscrição Estadual

Quando for emitida uma NF-e com a Identificação da IE como Contribuinte Isento, há alguns estados que não permite essa identificação como: AM, BA, CE, GO, MG, MS, MT, PE, RN e SP. Solução: alterar o campo Indicação da IE para "Não contribuinte" quando NÃO tiver inscrição estadual ou alterar "Contribuinte ICMS" quando tiver a Inscrição Estadual.

Rejeição: Código Regime Tributário do emitente diverge do cadastro na SEFAZ

Esse rejeição ocorre quando o Regime tributário que está cadastrado no sistema da Vartitus está diferente do cadastro do regime da empresa na SEFAZ. É preciso acessar Sistema -> Empresa pesquisar a empresa e alterar o regime e atualizar. Antes de fazer a emissão da nota, cadastre a tabela de tributação do regime atual e gerar a nota.

Rejeição: Código de Situação Tributária do IPI incompatível com o Código de Enquadramento Legal do IPI

Motivo: Isso ocorre quando é informado um código de enquadramento incompatível o CST do IPI Regra: Verificar compatibilidade entre o CST do IPI e o Código de Enquadramento Legal (cEnq), conforme as regras abaixo: - CST de Isenção e Código de Enquadramento incompatível (IPINT/CST=02, 52 e cEnq fora da faixa [301, 399]) - CST de Imunidade e Código de Enquadramento incompatível (IPINT/CST=04, 54 e cEnq fora da faixa [001, 099]) - CST de Suspensão e Código de Enquadramento incompatível (IPINT/CST=05, 55 e cEnq fora da faixa [101, 199]) Solução: Verificar com contador qual é o código de enquadramento que se encaixa conforme regra acima e alterar na nota. Documento de referencia: NT2015 002_v1_30 no link http://www.nfe.fazenda.gov.br/portal/listaConteudo.aspx?tipoConteudo=tW+YMyk/50s=

Rejeicao: Não informado o Grupo de Autorização para UF que exige a identificação do Escritório de Contabilidade na Nota Fiscal - Caso não possua informar o CNPJ da SEFAZ Bahia 13.937.073/0001-56

Ir na aba pessoas autorizadas e informar o cnpj que está acusando na rejeição. Que nem o exemplo acima está demonstrando na Bahia. De acordo com a NT (Nota Técnica) 2015.002, a rejeição ocorre quando não informado o Grupo de Autorização para obter o XML, para a UF que exige a identificação do Escritório de Contabilidade na Nota Fiscal, conforme legislação estadual. Ainda de acordo com a NT, a regra de Validação é opcional, a critério da UF. Se a SEFAZ está exigindo esta informação, será necessário informar o grupo. Este grupo de autorização para obter o XML foi implementado na NT 2013.005 (layout 3.10 da nota eletrônica). Atualmente na Consulta Pública da NF-e, tanto o destinatário quanto o próprio emitente, podem efetuar o download do XML da NF-e, desde que identificados com seu certificado digital (conforme critério da SEFAZ). O mesmo se aplica para o Transportador citado na NF-e. Foi criado um novo grupo de informações para que a empresa emitente possa indicar outras pessoas autorizadas a obter o download do arquivo XML da NF-e. Nesta alternativa, a empresa emitente poderá indicar o seu Contador, outras pessoas envolvidas no transporte da mercadoria, etc.

Rejeição: Operação com ICMS-ST sem informação do CEST

Quando for emitida uma NF-e de Operação SEM a informação do Código Especificador da Substituição Tributária (CEST) e o CST ou o CSOSN de ICMS FOR um da lista abaixo, será retornado a rejeição "Operação com ICMS-ST sem informação do CEST": 10 - Tributada com cobrança de ICMS por substituição tributária; 30 - Isenta ou não tributada com cobrança de ICMS por substituição tributária; 60 - ICMS cobrado anteriormente por substituição tributária; 70 - Com redução de base de cálculo e cobrança de ICMS por substituição tributária; 90 - Outros, desde que com a TAG vICMSST; 201 - Tributada pelo Simples Nacional com permissão de crédito e com cobrança do ICMS por substituição tributária; 202 - Tributada pelo Simples Nacional sem permissão de crédito e com cobrança do ICMS por substituição tributária; 203 - Isenção de ICMS do Simples Nacional para a faixa de receita, com cobrança do ICMS por substituição tributária; 900 - Outros, desde que com a TAG vICMSST. Exceção a regra: A regra não se aplica quando a Tributação com Partilha de ICMS (ICMSPart). Solução: Deve-se informar o Código Especificador da Substituição Tributária (CEST) no detalhamento de cada item tributado pelo ICMS-ST Tabela do CEST: https://drive.google.com/a/varitus.com.br/file/d/0B-kMDvgv1ZQ5aXJKWnNQeDVPS1E/view?ts=56a67245

Rejeição: CST incompatível na operação com Contribuinte Isento de Inscrição Estadual

Quando for emitida uma NF-e com Identificação do Destinatário (Campo: dest / indIEDest) como "2 - Contribuinte Isento de Inscrição Estadual" e o CST do ICMS for "50 - Suspensão na cobrança do ICMS" ou "51 - Diferimento na cobrança do ICMS", será retornado a rejeição "CST incompatível na operação com Contribuinte Isento de Inscrição Estadual". Solução: Para ICMS com Suspensão ou Diferimento na cobrança somente é permitido para Destinatário com identificado como "Contribuinte do ICMS" (indIEDest = 1). Logo, para corrigir essa rejeição, deve-se informar o Destinatário da NF-e como Contribuinte do ICMS e sua Inscrição Estadual, mas caso o Destinatário da NF-e seja realmente "Contribuinte Isento", deve-se escolher tributação adequada para esse tipo de Destinatário.

Rejeição 694: Não informado o grupo de ICMS para a UF de destino [nItem:999]

A rejeição ocorre quando não foi informado grupo de ICMS para a UF de Destino (tag:ICMSUFDest) e a nota possui as informações: - Operação Interestadual (idDest=2) e - Operação com Consumidor Final (indFinal=1) e - Operação com Não Contribuinte (indIEDest=9) e - Não é operação de prestação de serviços (não existe tag “ISSQN”). Consulte a FAQ para gerar as informações do grupo de ICMS para UF de destino: LNFE0162 - Como gerar as informações de ICMS para UF de destino para atender a Emenda 87? Observações: Exceção 1: Esse grupo não deve ser exigido se o Grupo de Partilha do ICMS (campo ICMSPart) estiver preenchido. Exceção 2: A regra de validação não se aplica, em produção, para Nota Fiscal com data de emissão anterior a 01/01/2016. Exceção 3: A regra de validação não se aplica para Devolução de Mercadoria (finNFe=4) que referencie Nota Fiscal com chave de acesso anterior a 2016. Exceção 4: A regra de validação acima não se aplica para as operações com CFOP de Retorno de Mercadorias (Anexo XIII.04). Exceção 5: A regra de validação acima não se aplica nas NF-e de entrada (tpNF=0). Exceção 6: A regra de validação acima não se aplica nas operações com combustíveis (tag:comb) derivados de petróleo: código ANP diferente de: 820101001, 820101010, 810102001, 810102004, 810102002, 810102003, 810101002, 810101001, 810101003, 220101003, 220101004, 220101002, 220101001, 220101005, 220101006

Rejeição 695: Informado indevidamente o grupo de ICMS para a UF de destino - Como resolver? - See more at: http://www.oobj.com.br/bc/article/rejei%C3%A7%C3%A3o-695-informado-indevidamente-o-grupo-de-icms-para-a-uf-de-destino-como-resolver-362.html#sthash.OafWsYyk.dpuf Situação da NFe: Não Autorizada. Rejeição: Informado indevidamente o grupo de ICMS para a UF de destino [nItem:1]

Causa Quando for emitida uma NF-e e PELO MENOS UMA das situações abaixo estiverem descritas na Operação da NF-e e FOR INFORMADO o Grupo de ICMS para a UF de Destino (ICMSUFDest), será retornado a rejeição "695 - Informado indevidamente o grupo de ICMS para a UF de destino": Operação Estadual (idDest = 1) ou com Exterior (idDest = 3); Operação com Consumidor Normal (indFinal = 0); Operação com Contribuinte (indIEDest = 1) ou com Contribuinte Isento (indIEDest = 2); Operação de prestação de serviços (ISSQN); Operação com combustível (comb) derivado de petróleo. Código ANP diferente de: 820101001, 820101010, 810102001, 810102004, 810102002, 810102003, 810101002, 810101001, 810101003, 220101003, 220101004, 220101002, 220101001, 220101005, 220101006; Data de Emissão anterior a 01/01/2016, em Produção. Exceções a regra: A critério da UF a regra de validação 695 não se aplica na devolução (finNFe = 4) por NF-e Avulsa com IE do Emitente = ISENTO; A regra de validação 695 não se aplica se informada UF do local de entrega diferente da UF do emitente; A regra de validação 695 não se aplica, em produção, para NF-e com data de emissão anterior a 01/07/2016. - See more at: http://www.oobj.com.br/bc/article/rejei%C3%A7%C3%A3o-695-informado-indevidamente-o-grupo-de-icms-para-a-uf-de-destino-como-resolver-362.html#sthash.OafWsYyk.dpuf

Quando IPI inclui na base de calculo do ICMS?

A base de cálculo do ICMS é o montante da operação, incluindo o frete e despesas acessórias cobradas do adquirente/consumidor. Sobre a respectiva base de cálculo se aplicará a alíquota do ICMS respectiva. Exemplo: Valor da mercadoria: R$ 1.000,00 Valor do frete (cobrado do adquirente): R$ 100,00 Base de cálculo = R$ 1.000,00 + R$ 100,00 = R$ 1.100,00. INCLUSÃO DO IPI A Constituição Federal, em seu artigo 155, XI, dispõe que não compreenderá, na base de cálculo do ICMS, o montante do imposto sobre produtos industrializados, quando a operação, realizada entre contribuintes e relativa a produto destinado à industrialização ou à comercialização, configure fato gerador dos dois impostos (ICMS e IPI). Idem artigo 13, parágrafo 2º da Lei Complementar 87/1996. Como regra geral, o imposto sobre produtos industrializados, nos termos do § 2º do art. 13, da LC 87/96, e do inciso XI do § 2º do art. 155 da Carta Magna: (a) não integra a base de cálculo do ICMS somente quando concorrerem as seguintes condições: (1) a operação for realizada entre contribuintes; (2) o objeto da operação for produto destinado à industrialização ou à comercialização; e (3) a operação configurar fato gerador de ambos os impostos. (b) integra a base de cálculo do ICMS se ocorrer qualquer das seguintes condições: (1) a operação não for realizada entre contribuintes; (2) o objeto da operação for produto não destinado à industrialização ou à comercialização; e (3) a operação não configurar fato gerador de ambos os impostos.

Qual documento eletrônico substitui a nota fiscal modelo 7 ?

Para animais será substituída pelo CTe Para pessoas: Dentro do Municipio será substituída pela NFSe Fora do Munícípio pela NFe modelo 55 (ainda gera dúvidas nos contadores, contador deve consultar o fisco) http://www.econeteditora.com.br/boletim_icms/bo-icms-pa/pa-11/boletim-21/icms_pa_nota_fiscal_modelo_7.php

Endereço de acesso direto ao notafaz

200.98.121.166/notafaz

Categoria CT-e

Rejeição: CFOP inválido para a operação.

Editar o CTe, verificar o CFOP informado, a UF de ínicio e término de prestação do CTe. Condições: Se a UF de ínicio e fim de prestação estiverem iguais o CFOP deve iniciar com 5. Se a UF de ínicio e fim de prestação estiverem diferentes o CFOP deve iniciar com 6.

Código de Rejeição dos Web Services do CT-e

as perguntas e respostas do link abaixo : - http://www.flexdocs.com.br/suporte/knowledgebase.php?category=55

CT-e de Redespacho

https://docs.google.com/a/varitus.com.br/document/d/1qsgP_8xi-ugVu-R-p8kfu3e-AMr6jc8JF_uaBVP_vDw/edit#heading=h.qb0tpcq3d9ox

Quem está obrigado a guardar CTe ou os XMLs de documentos Eletrônicos.

AJUSTE SINIEF Nº 09, 25 DE OUTUBRO DE 2007 Cláusula décima segunda O transportador e o tomador do serviço de transporte deverão manter em arquivo digital os CT-e pelo prazo estabelecido na legislação tributária para a guarda dos documentos fiscais, devendo ser apresentados à administração tributária, quando solicitado.

Rejeição: Digito verificar da chave de acesso da NFe invalida

Editar o CTe , Acessar a aba CT-e Normal -> Documentos , corrigir a chave de acesso da NFe que foi inserida errada.

Rejeição: CFOP inválido, informar 5932 ou 6932

Motivo: Quando o emitente informa CFOP = 5352 ou 6352, sendo que o inicio da prestação de serviço é diferente da UF da transportadora emitente. Solução: Alterar CFOP para 5932 ou 6392

Rejeição: NFe não pode estar denegada ou cancelada

É quando a chave de acesso da NFe referenciada no CTe foi cancelada pelo emitente. Edite o CTe e informe a chave de acesso de uma NFe autorizada.

Perguntas Frequentes do CTe no estado de SP

https://www.fazenda.sp.gov.br/cte/perguntas_frequentes/perguntas.asp